quarta-feira, 5 de março de 2008

" TERTÚLIA COM ELAS "










DIA INTERNACIONAL DA MULHER




PORQUÊ O DIA 8 DE MARÇO


Neste dia, do ano de 1857, as operárias têxteis de uma fábrica de Nova Iorque entraram em greve, ocupando a fábrica, para reivindicarem a redução de um horário de mais de 16 horas por dia para 10 horas. Estas operárias que, nas suas 16 horas, recebiam menos de um terço do salário dos homens, foram fechadas na fábrica onde, entretanto, se declarara um incêndio, e cerca de 130 mulheres morreram queimadas. Em 1910, numa conferência internacional de mulheres realizada na Dinamarca, foi decidido, em homenagem àquelas mulheres, comemorar o 8 de Março como "Dia Internacional da Mulher". De então para cá o movimento a favor da emancipação da mulher tem tomado forma, tanto em Portugal como no resto do mundo.

O QUE SE PRETENDE COM A CELEBRAÇÃO DESTE DIA

Pretende-se chamar a atenção para o papel e a dignidade da mulher e levar a uma tomada de consciência do valor da pessoa, perceber o seu papel na sociedade, nomeadamente na política, contestar e rever preconceitos e limitações que vêm sendo impostos à mulher.


No passado Sábado, dia 8 de Março, a Juventude Social-Democrata de Fafe promoveu uma “Tertúlia para elas” em virtude da comemoração do Dia Internacional da Mulher.
Esta tertúlia realizou-se ás 15.00h na sede do Partido Social-democrata, contando com a presença de algumas oradoras para debater temas como a nova lei autárquica que regulamenta a inserção obrigatória de uma quota parte de mulheres nas listas apresentadas pela altura das eleições autárquicas.
Debateu-se também a emancipação da mulher ao longo da história, as mulheres na política e a progressiva liderança feminina em várias áreas da vida social.
Assim, contou-se com a presença de algumas mulheres de renome do nosso concelho, tal como D. Celeste Silva, Dra. Ana Paula Soares e Prof. Graça Alegre. Para além destas, em representação do PSD de Fafe esteve o seu vice-presidente Dr. Vítor Silva que conversou amenamente com as oradoras. Estiveram também presentes algumas mulheres na assistência deste debate que foi levado em jeito de conversa informal passando até por outros assuntos que não estavam previstos mas que se mostram ser de plena importância para a situação politica em que vivemos, como é o caso da liderança intransigente da Sra. Dra. Ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues.
No fim, distribuíram-se flores a todas as senhoras presentes pretendendo, de uma forma simbólica, homenagear as mulheres neste dia especial.
Assim, com esta iniciativa, a JSD de Fafe não só pretendeu salientar a importância das mulheres na política, como também, na sociedade em geral, mostrando assim que está atenta aos problemas das mulheres e promove o debate, tal como se tinha proposto a fazer no início deste mandato.




























1 comentário:

Jorge Adélio disse...

Em primeiro gostava de dar os parabéns á Comissão Politica da JSD de Fafe, e em Particular ao seu Presidente, Duarte Pascal, pela realização desta inicitiva, que concerteza será mais uma iniciativa de Sucesso.
Uma iniciativa que segue o rumo de Trabalho e de muita entrega levado a cabo por esta Comissão Politica.~
Considero ser muito pertinente, e de muita utilidade para FAfe conversar sobre assuntos que a todos dizem respeito, e como tal, saudo a JSD por mais uma vez maracar a agenda politica em Fafe.

Bom Trabalho.